Notícias   



Petroleiros organizam paralisação a partir da próxima quarta-feira

Aumentar o texto: A- | A+
Mobilização é liderada pela Federação Única dos Petroleiros (FUP) e sindicatos filiados

No momento em que o governo federal negocia o fim da paralisação dos caminhoneiros, que entrou neste domingo (27) no sétimo dia, os petroleiros organizam uma greve nacional “de advertência“. A paralisação de 72 horas será a partir da próxima quarta-feira (30). A mobilização é liderada pela Federação Única dos Petroleiros (FUP) e sindicatos filiados.

Os petroleiros preparam para hoje atrasos e cortes de rendição nas quatro refinarias e fábricas de fertilizantes: Rlam (BA), Abreu e Lima (PE), Repar (PR), Refap (RS), Araucária Nitrogenados (PR) e Fafen Bahia.

Para amanhã (28), a FUP e seus sindicatos promovem o Dia Nacional de Luta, com atos públicos e mobilizações.

Em nota, a FUP informou que a paralisação dos petroleiros pretende pressionar o governo federal a reduzir os preços do gás de cozinha e dos combustíveis, também é uma manifestação contra a eventual proposta de privatização da Petrobras e a gestão do presidente da empresa, Pedro Parente.

“A greve de advertência é mais uma etapa das mobilizações que os petroleiros vêm fazendo na construção de uma greve por tempo indeterminado, que foi aprovada nacionalmente pela categoria”, diz o comunicado da FUP.

Como é o processo de extração do petróleo e gás
Para realizar a extração do petróleo e gás, são necessários três passos básicos: Prospecção, perfuração e extração. No passo de prospecção, é feita a localização de bacias sedimentares, através da análise detalhada do solo e do subsolo.

Através de equipamentos como gravímetros, magnetômetros, farejadores e sismólogos, os geólogos podem analisar as condições e localizações de bacias sedimentares na superfície.

Na fase de perfuração, são descobertas as jazidas de petróleo e são realizadas as marcações com coordenadas GPS e boias marcadoras, posicionadas sobre a água do mar. Se a análise é feita na terra, é realizada a perfuração do solo de um primeiro poço, considerando a perfuração de outros poços quando o petróleo é identificado e quando a extração é avaliada como viável economicamente.

As perfurações são feitas em terra por meio de sondas de perfuração, enquanto no mar, são realizadas por meio de plataformas marítimas.

Por fim, na fase de extração, o petróleo é encontrado acima da água salgada contando com uma camada gasosa de alta pressão logo abaixo do mesmo. Quando o poço é então perfurado, o petróleo pode jorrar até a superfície graças à pressão do gás, diminuindo o bombardeamento de petróleo para a superfície e garantindo que o material seja extraído com total segurança por meio de bombas em plataformas e outros equipamentos especiais.

Expectativas do mercado brasileiro na extração do petróleo
Petrobras investe, atualmente, em exploração e produção de petróleo num total de US$ 153,9 bilhões, considerando o desenvolvimento de produção, exploração e a infraestrutura (suporte) para a atividade.

Seguindo estes números, a estimativa no ramo petrolífero para o Brasil é de desenvolvimento crescente, considerando as bacias recém avaliadas, a iniciativa do pré-sal e as novas plataformas adaptadas.

Leia mais em: http://www.redebomdia.com.br

 » Galeria de Fotos
 


Fonte: www.redebomdia.com.br  

 » Notícias Relacionadas

  21-09-2018 Estado realiza perfuração de poços em diversas regiões.
  21-09-2018 Militares brasileiros fazem perfuração de poços de água na Guiana.
  21-09-2018 Abastecimento de água em cidades de AL na seca deve custar R$ 2,3 milhões por mês.
  21-09-2018 Compesa paralisa abastecimento de água em Caruaru, Agrestina e Cachoeirinha.
  18-09-2018 Após um mês sem água, MPF pede que aldeias recebam água em caminhões-pipa.
  18-09-2018 Um ano após crise hídrica, Viçosa e Ubá não têm previsão de racionamento de água em 2018.

 

Parceiros


Publicidade