Notícias   



Kátia Abreu diz na TV que vai cumprir obrigação com o Tocantins no momento mais difícil

Aumentar o texto: A- | A+
Nesta segunda-feira (21) foi transmitido o segundo programa eleitoral de Kátia Abreu (PDT) candidata ao Governo do Estado pela coligação Reconstruindo o Tocantins na eleição suplementar de 3 de junho, e ela reafirmou seu compromisso com o progresso do Tocantins. “Como senadora, eu trabalhei como louca para poder ajudar o meu estado, trazendo recursos, na defesa de teses, na defesa de direitos do meu estado. Eu queria ser uma senadora de destaque nacional, por que eu queria que meu estado fosse lembrado”, disse.

O programa fez um balanço dos recursos trazidos por Kátia Abreu Ao Tocantins através de emenda parlamentar: foram mais de R$223 milhões, sendo R$ 25 milhões para Palmas; R$26 milhões para Araguaína; R$ 51 milhões para Gurupi, dos quais R$41 para a construção do Hospital Regional.

E ainda, mais de R$ 50 milhões investidos em cursos profissionalizantes no campo e nas cidades e investimentos em CRAS (Centros de Referência em Assistência Social) e CREAS (Centros de Referência Especializada em Assistência Social) e para construção de clínicas, aquisição de equipamentos hospitalares, máquinas e implementos agrícolas de patrulhas mecanizadas, construção de estradas vicinais e pavimentação, perfuração de poços artesianos, construção de quadras de esportes, casas de farinha e casa do mel.

A candidata disse também em seu programa de TV que fará uma gestão com pulso firme e que planejamento é a palavra de ordem sem, no entanto, perder o senso humanitário. E lembrou sua origem na vida pública: “saí do Sindicato Rural de Gurupi e fui parar no Ministério da Agricultura do Brasil como a primeira mulher ministra da Agricultura. De lá nós voltaremos e vou cumprir as minhas obrigações com meu estado no momento mais difícil em que ele se encontra”, garantiu Kátia Abreu, que nesta segunda-feira (21) grava em Palmas, entrevista para o Jornal do Tocantins/Daqui e rádio CBN, além de cumprir outros compromissos agendados na capital.

Leia mais em:

 » Galeria de Fotos
 


Fonte: www.surgiu.com.br  

 » Notícias Relacionadas

  21-09-2018 Estado realiza perfuração de poços em diversas regiões.
  21-09-2018 Militares brasileiros fazem perfuração de poços de água na Guiana.
  21-09-2018 Abastecimento de água em cidades de AL na seca deve custar R$ 2,3 milhões por mês.
  21-09-2018 Compesa paralisa abastecimento de água em Caruaru, Agrestina e Cachoeirinha.
  18-09-2018 Após um mês sem água, MPF pede que aldeias recebam água em caminhões-pipa.
  18-09-2018 Um ano após crise hídrica, Viçosa e Ubá não têm previsão de racionamento de água em 2018.

 

Parceiros


Publicidade